gonartrose

Gonartrose: conheça esse tipo de artrose no joelho

A artrose que atinge a articulação do joelho é chamado de gonartose. Trata-se de uma doença que gera grande incapacidade ao paciente, já que prejudica a locomoção e consequentemente, traz grande déficit na qualidade de vida.

As estruturas que compõem as articulações têm a função de diminuir o impacto entre os ossos durante os movimentos. Com a degeneração dessa estrutura, eles sofrem diretamente, causando inchaço nas juntas, dor e deformidades. Com isso, os joelhos podem entortar para dentro ou para fora (joelho valgo ou varo).

Os afetados pela Gonartrose

As mulheres são as mais afetadas pela condição, devido às alterações hormonais típicas da menopausa. Pessoas acima dos 65 anos são muito atingidas pela Gonartrose, uma vez que há o desgaste natural das estruturas do joelho. Outros fatores, além da idade avançada, são facilitadores para o desenvolvimento da doença, tais como

  • carência de vitaminas;
  • sobrepeso ou obesidade;
  • músculos da coxa fracos;
  • rompimento do ligamento cruzado anterior;
  • ruptura do menisco no joelho;
  • deformidades no joelho.

Tipos de Gonartrose

A Gonartrose é diferenciada pelo modo como se apresenta no organismo. Ela pode ser unilateral ou bilateral (quando ataca os dois joelhos). Se não há causa específica, diz-se que ela é primária ou idiopática. Caso a gonartrose seja resultado de alguma alteração como as mencionadas acima , será classificada como secundária.

Sintomas da Gonartrose

Alguns pacientes que sofrem com a doença podem não apresentar sintomas. Nesses casos, a alteração será visível somente em exames de imagem. Fora isso, a degeneração pode mostrar:

  • estalos no joelho;
  • rigidez ao se levantar após períodos em posição sentada ou deitada;
  • dor no joelho na realização de atividades, como subir escadas ou ao fazer ações repetitivas;
  • inchaço;
  • sensação de queimação;
  • limitação de movimentos;
  • atrofia dos músculos da coxa;
  • aumento da dor no frio;
  • deformidades das articulações;
  • dificuldade para andar.

Opções de tratamento

A Gonartrose é tratada clinicamente, na maioria dos casos. Isso ocorre porque essa doença não tem cura, pois trata-se da degeneração das articulações, processo natural do avanço da idade. No entanto, é possível aliviar as dores e o desconforto por meio de medicamentos.

A fisioterapia é outra medida benéfica para o restabelecimento da qualidade de vida, uma vez que ajuda na melhora da locomoção. Nos casos em que a dor é muito intensa, o médico ortopedista pode optar pela aplicação de medicamentos anti inflamatórios (corticóides) ou substâncias que aumentem a lubrificação (acido hialurônico) diretamente na cavidade articular prejudicada, procedimento chamado de infiltração.

Procedimentos cirurgicos podem ser realizados quando existe falha do tratamento conservador. A cirurgia por artroscopia (vídeo) tem como objetivo a melhora da dor e sensação de travamento, contudo ela tem um poder de resolução limitada. A colocação de prótese é indicada nos casos de gonartrose mais graves, sendo uma cirurgia mais complexa, contudo na grande maioria dos casos leva a excelentes resultados, tanto na melhora da dor, quanto na resolução de deformidades (joelho torto). 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em Belo Horizonte!

O que deseja encontrar?

Compartilhe