infiltração no joelho

Infiltração no joelho: o que é e quando é indicada?

A infiltração é um termo que pode causar certo repúdio e medo, mas, na verdade, é um método simples e muito utilizado para o tratamento de lesões no joelho, na coluna, no ombro, no pé e, inclusive, nos músculos e tendões. Ela consiste na aplicação de medicamento específico para corrigir alterações nas articulações ou para diminuir a dor local. Essa é uma das opções de tratamento para a artrose, quando medicamentos para dor não têm efeito.

Continue a leitura para entender melhor as aplicações de infiltração no joelho.

Indicações da infiltração no joelho

Pode ser difícil tratar qualquer alteração no joelho, pois essa é uma articulação fechada e protegida por uma capa, por onde circula o líquido sinovial. A substância tem a função de nutrir a cartilagem, os meniscos e os ligamentos do joelho. Na presença de inflamações, ou quando há o desenvolvimento da artrose, por exemplo, existe a redução do líquido sinovial e, assim, há casos em que os medicamentos que atuam diretamente nessa substância acabam não surtindo efeito.

Nesses casos, a infiltração é o melhor método para cessar sintomas de dor e desconforto no joelho. A técnica é realizada por um ortopedista, que investiga os melhores medicamentos que devem ser “infiltrados”, para que haja o efeito esperado. Dizemos infiltração justamente porque há a aplicação direta de medicamento no local afetado. Isso é feito com o uso de agulhas específicas. A dor durante o procedimento é mínima.

Os medicamentos aplicados por meio da infiltração têm a função de lubrificar a articulação prejudicada e variam, como dissemos, conforme o objetivo do tratamento. Conheça os remédios aplicados no joelho, por meio da técnica, bem como a função de cada um deles.

Medicamentos aplicados na infiltração

Anestésicos

São aplicados em casos de dores crônicas ou severas no joelho. Geralmente, proporcionam alívio imediato, porém passageiro. Os anestésicos podem ser utilizados para observação da origem da dor e para orientar o ortopedista sobre a melhor forma de tratamento do problema.

Corticoides

São recomendados para o tratamento de inflamações no joelho, podendo ser complementados pelos anestésicos. Costumam ser aplicados a cada três meses. Devido aos efeitos colaterais, não é recomendada a aplicação excessiva da substância.

Ácido hialurônico

O líquido sinovial presente nas articulações também é composto por ácido hialurônico. Quando existe o desenvolvimento de doenças degenerativas no joelho, como é o caso da artrose, a substância é reduzida, o que provoca os principais sintomas na região, como a dor e as inflamações. A injeção de ácido hialurônico no joelho chama-se viscossuplementação. Ela é responsável por proteger a articulação e retardar o avanço da artrose, além de diminuir a dor.

Recomenda-se uma aplicação durante três ou cinco semanas, para que os efeitos sejam sentidos pelo paciente. Os benefícios duram de seis meses a um ano. Ao fim desse período, é possível realizar uma nova aplicação.

A infiltração no joelho é uma excelente opção para o tratamento de doenças no local, no entanto, seus efeitos não são definitivos. Em casos mais graves, somente a cirurgia é capaz de proporcionar resultados efetivos.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em Belo Horizonte!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe