protese no joelho

Tudo o que você precisa saber sobre as próteses de joelho

A cirurgia de prótese de joelho, tecnicamente chamada de artroplastia de joelho, consiste na colocação de componentes metálicos para substituição da articulação em caso de artrose (desgaste) grave.

Para quem é indicada a prótese de joelho?

A artroplastia do joelho está indicada sempre que o joelho esteja muito danificado a ponto de interferir na execução de suas funções e/ou de ocasionar dor intensa para a qual não haja melhora com outros tratamentos menos invasivos.

A maioria dos pacientes que precisam de tais operações por desgaste está acima dos 60 anos de idade, mas este procedimento está cada vez mais sendo feito em pacientes mais novos em razão de doenças inflamatórias que afetem a articulação tais como osteodistrofia, artrite reumatóide, desordem articular causada pela hemofilia, gota e também em casos de artrose grave sem melhora com tratamento não cirúrgico (conservador) e levando a grande diminuição na qualidade de vida.

Como é realizada a cirurgia?

A cirurgia de prótese de joelho é efetuada através de uma incisão (corte) na região anterior (frente) de 15 `a 18 cm de comprimento, aproximadamente. Depois, expondo a articulação são efetuados cortes muito precisos no fêmur, tíbia e patela utilizando um instrumental específico para o efeito. É confirmado então: o alinhamento do joelho, o tamanho da prótese no joelho e efetuado um adequado estabilização dos ligamentos.

Nos casos de artrose de somente uma parte do joelho, como no compartimento interno ou externo, podem ser utilizados próteses parciais, isto é somente um segmento do joelho é substituído, sendo as demais partes mantidas. Uma análise médica criteriosa deve ser feita a fim de indicar qual a melhor prótese a ser implantada no joelho.

prótese de joelho
Prótese parcial do joelho
Prótese do joelho
Prótese total do joelho

Como é o pós-operatório

Os pacientes submetidos a cirurgia de prótese no joelho geralmente ficam internados por apenas 2 ou 3 dias, durante o qual se inicia o processo de reabilitação. A recuperação do joelho operado começa no dia a seguir à cirurgia com exercícios de mobilização e uso de andador no auxílio da marcha (andar).

O índice de satisfação dos pacientes operados chega a cerca de 87% dos casos, conforme estudos publicados. Atividades físicas de baixo impacto e trabalhos com baixa demanda físicas podem ser feitos com segurança após a recuperação. Contudo, complicações como infecção e soltura dos componentes podem ocorrer desde do pós-operatório inicial até muitos anos após, sendo necessário acompanhamento médico periódico e possibilidade de revisão (troca da prótese) nos casos indicados.

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe